APRESENTAÇÃO

Minha foto
Campinas, S P, Brazil
Bacharel em Teologia pela FAETEPE.( PETROS ) Ensinador e Pregador da Palavra do Senhor

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

" SEMPRE HAVERÁ UMA BATALHA "
No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder.

Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo. Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. Efésios 6:10-12

Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar; Ao qual resisti firmes na fé, sabendo que as mesmas aflições se cumprem entre os vossos irmãos no mundo. 1 Pedro 5:8-9

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

" QUEM TEM SEDE VEM A MIM E BEBA "

 No último dia da festa, que é o mais solene, Jesus ficou de pé e gritou: “Se alguém tem sede, venha a mim, e aquele que acredita em mim, beba. É como diz a Escritura: ‘Do seu seio jorrarão rios de água viva’.” Jesus disse isso, referindo-se ao Espírito que deveriam receber os que acreditassem nele. De fato, ainda não havia Espírito, porque Jesus ainda não tinha sido glorificado. João 7.37-39 (Jesus é a fonte da vida)

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

terça-feira, 21 de agosto de 2012

" AUTORIDADE PARA VENCER "

“Eis aí vos dei autoridade para pisardes serpentes e escorpiões, e sobre todo o poder do inimigo, e nada absolutamente vos causará dano.” -Lucas 10.19-

ELE O CONDUZIRÁ E LHE DARÁ PODER E AUTORIDADE PARA VENCER TODA E QUAISQUER SITUAÇÃO EMBARAÇOSA
 

" UMA MÃO AMIGA "

" DEUS,... ELE É QUEM CUIDA DE MIM "

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

" RAMOS DA OLIVEIRA "

" RAMOS PRODUTIVOS "














Na analogia da oliveira a oportunidade de conhecer a Jesus

sábado, 18 de agosto de 2012

" VINTE E QUATRO ANCIÕES "

" VERDADE REVELADA "

" ESSA MARAVILHOSA EXPERIÊNCIA TEM TRANSFORMADO A VIDA DE INÚMERAS PESSOAS FRÁGEIS EM VERDADEIROS CAMPEÕES E HERÓIS EM FÉ "

terça-feira, 7 de agosto de 2012

sábado, 4 de agosto de 2012


" O SENHOR FIRMOU OS MEUS PASSOS "

 
"Tirou-me de um lago horrível,de um charco de lodo;pôs os meus pés sobre uma rocha,firmou os meus passos; e pôs um novo cântico na minha boca,um hino ao nosso Deus;muitos o verão,e temerão,e confiarão no Senhor."

Salmos 40.2-3

domingo, 29 de julho de 2012

terça-feira, 3 de julho de 2012

ESCRAVO DAS ORELHAS FURADAS

“São estes os estatutos que lhes proporás: Se comprares um escravo hebreu, seis anos servirá; mas, ao sétimo, sairá forro, de graça. Se entrou solteiro, sozinho sairá; se era homem casado, com ele sairá sua mulher. Se o seu senhor lhe der mulher, e ela der à luz filhos e filhas, a mulher e seus filhos serão do seu senhor, e ele sairá sozinho. Porém, se o escravo expressamente disser: Eu amo meu senhor, minha mulher e meus filhos, não quero sair forro. Então, o seu senhor o levará aos juízes, e o fará chegar à porta ou à ombreira, e o seu senhor lhe furará a orelha com uma sovela; e ele o servirá para sempre.” (Êxodo 21.1-6)

segunda-feira, 2 de julho de 2012

quarta-feira, 20 de junho de 2012

FIGURAS E SÍMBOLOS DO ESPÍRITO SANTO

- Fogo (Lc 3.16): queima (Hb 12.29), consome (1 Co 3.13-15), limpa (Is 6.1-7), derrete (At 2.37), endurece (At 20.23, 24), aquece (Lc 24.32, 33), ilumina (Sl 78.14, Gl 5.18).

- Vento (At 2.2): oxigenação (Ez 37.9, 10; Gl 5.25), transmissão de comunicação (Lc 4.18; Rm 8.26), poder (At 2.2, 37-41), refrigério pelo senso da presença de Deus (At 2.1-4).

- Água, rio e chuva
(Jo 7.37-39): origem (Jo 7.37-39), proporção (Jo 4.14), tempo (Tg 5.7), dessedenta (Sl 42.2), rega (Jó 14.9; Is 44.4), limpa (Hb 10.22), fertiliza (Is 44.3).

- Óleo, azeite
(Zc 4.2-6; Êx 30.30; Lv 8.12; 1 Sm 10.1; 16.13, Hb 1.9)

- Selo (Ef 1.13; 2 Tm 2.19): garantia, penhor (Ef 1.13-14; 2 Co 5.5), propriedade (Rm 8.9), legitimidade, proteção e autoridade (Mt 27.66).

- Pomba
(Mt 3.16, 17)
Quando se lida com a simbologia bíblica é preciso ter cuidado com os exageros e abusos interpretativos, que não encontram sutentatação diante de uma exegese mais rigorosa.

OS NOMES E TÍTULOS DO ESPÍRITO SANTO

- O Espírito de Deus (1 Co 3.16)
- O Espírito de Cristo (Rm 8.9)
- O Espírito Santo (At 1.5)
- O Espírito de vida (Rm 8.2)
- O Espírito de adoção (Rm 8.15)
- O Espírito (1 Co 2.10)
- O Espírito do Deus Vivo (2 Co 3.3)
- O Espírito do Senhor Deus (Is 61.1)
- O Espírito do Senhor (At 8.39)
- O Espírito de vosso Pai (Mt 10.20)
- O Espírito de Jesus Cristo (Fl 1.19-20)
- O Espírito de Jesus (At 16.7)
- O Espírito de seu Filho (Gl 4.6)
- O Espírito de ardor ou purificador (Is 4.4-5)
- O Espírito de Súplicas (Zc 12.10)
- O Espírito da promessa (Ef 1.13-14)
- O Espírito de verdade (Jo 15.26)
- O Espírito da graça (Hb 10.29)
- O Espírito da glória (1 Pe 4.14)
- O Espírito de revelação (Ef 1.17-18)
- O Espírito eterno (Hb 9.14)
- O Espírito de santificação (Rm 1.4)
- O Espírito de sabedoria (Is 11.2)
- O Espírito de entendimento (Is 11.2)
- O Espírito de conselho (Is 11.2)
- O Espírito de fortaleza (Is 11.2)
- O Espírito de conhecimento (Is 11.2)
- O Espírito de temor do Senhor (Is 11.2)
- O consolador (Jo 14.16)
- O guia espiritual (Rm 8.14)
- O dedo de Deus (Lc 11.20)

quarta-feira, 6 de junho de 2012

COMBATI O BOM COMBATE



Para nós que a carreira foi vislumbrada a pouco e nos damos conta do longo percurso qua a vista alcança , as palavras de Paulo orientam: se vale a pena lutar, que seja o bom combate!
Não se trata de um confronto, uma luta, um combate. O artigo definido “O” esclarece bem a idéia que o seguidor do Cristo tem de “combate”: o esforço diário por uma conduta moral que possa ser julgada, apreciada e copiada pelo semelhante. Por aqueles que, como toda gente incluída na condição de ser humano, sofre e pena na busca cotidiana de praticar o bem. 
Dos olhos de Saulo, que era seu nome antes da conversão, penderam duas lâminas como se fossem duas placas de estanho e a verdade escorreu em lágrimas diante da voz que o repreendia, à caminho de Damasco. De perseguidor dos cristãos passara a ser perseguido e, aqui, o vemos declarar que está presentindo sua morte.
Mesmo diante da certeza do fim da carne, sem medo e com uma firmaza de caráter que faz sombra para a maioria de nós, acrescenta: guardei a fé! Para que soubéssemos que isso é o que importa quando se chega onde a estrada possa nos levar... ter uma palavra com a qual se possa despedir e indicar o caminho.

Marcos 16:1 Passado o sábado, Maria Madalena, Maria, mãe de Tiago, e Salomé, compraram aromas para irem embalsamá-lo.
Marcos 16:2 E, muito cedo, no primeiro dia da semana, ao despontar do sol, foram ao túmulo.
Marcos 16:3 Diziam umas às outras: Quem nos removerá a pedra da entrada do túmulo?
Marcos 16:4 E, olhando, viram que a pedra já estava removida; pois era muito grande.
Marcos 16:5 Entrando no túmulo, viram um jovem assentado ao lado direito, vestido de branco, e ficaram surpreendidas e atemorizadas.




João 20:11 Maria, entretanto, permanecia junto à entrada do túmulo, chorando. Enquanto chorava, abaixou-se, e olhou para dentro do túmulo,
João 20:12 e viu dois anjos vestidos de branco, sentados onde o corpo de Jesus fora posto, um à cabeceira e outro aos pés.
João 20:13 Então, eles lhe perguntaram: Mulher, por que choras? Ela lhes respondeu: Porque levaram o meu Senhor, e não sei onde o puseram.
João 20:14 Tendo dito isto, voltou-se para trás e viu Jesus em pé, mas não reconheceu que era Jesus.
João 20:15 Perguntou-lhe Jesus: Mulher, por que choras? A quem procuras? Ela, supondo ser ele o jardineiro, respondeu: Senhor, se tu o tiraste, dize-me onde o puseste, e eu o levarei.
João 20:16 Disse-lhe Jesus: Maria! Ela, voltando-se, lhe disse, em hebraico: Raboni (que quer dizer Mestre)!

"SOLDADO FERIDO, MAS NÃO VENCIDO"

domingo, 3 de junho de 2012

UMA FLÔR DA PLANICIE DE SARON

ROSA DE SARON

""HAVATSELET""

 Muito se tem falado no meio evangélico a respeito da famosa “Rosa de Saron”. Em quase toda igreja tem um conjunto ou um grupo denominado “Rosa de Saron”. Na maioria das vezes as pessoas tem em mente que a Rosa de Saron seja uma referência a pessoa de Jesus.Pregadores no êxtase da mensagem dizem: Jesus é a Rosa-a-a-a- de Saron, aleluia!
Portanto, estamos diante de uma pergunta intrigante: “ Afinal quem é a Rosa de Saron”?
Antes de respondermos a questão acima, se faz necessário exortar a todos os leitores da Bíblia, que devemos ler a Bíblia com a máxima atenção, analisando os pontos, as vírgulas etc. Não podemos ler a Bíblia como se tivéssemos lendo um jornal, uma revista ou um periódico. Na verdade a falta de leitura com atenção, é a causa da difusão de tantas “doutrinas” perniciosas no seio da igreja. Se os membros das igrejas se dedicassem mais à leitura do texto sagrado, com certeza, não seriam tão facilmente enganados e nem participariam de “estórias” chamadas bíblicas.
No capítulo 2 de Cantares de Salomão, basta um simples exame do livro, usando a versão ARA (Almeida Revista e Atualizada) para dissipar de uma vez por todas esta suposta contradição. Nesta versão encontramos um título que indica quem está falando; ora a esposa, ora o esposo, ora as filhas de Jerusalém. No texto deCantares 2.1,encontramos em cima da fala o nome: “esposa” e ela diz:
“Eu sou a rosa de Saron” no hebraico: Ani Havatselet há Sharon
Se ainda pairasse dúvida quanto a afirmação ser do amado ou daamadao texto original decide a questão quando se observa que as terminações das palavras são as do feminino. A letra Tav no final da palavra indica feminino.
Saron – o local onde brota o Havatselet
Não podemos falar do havatselet sem falar de Saron, a planície onde ela nasce, floresce e fenece. A palavra “Saron” no hebraico 
é “Sharon”que significa: plano, planície.
Sharon é assim denominada a área fértil e úmida da região. A planície costeira de Israel é chamada de Sharon. Os sábios judeus comparam os justos às rosas do vale, que são as mais belas de sua espécie. Elas mantêm o frescor dos vales úmidos. Enquanto isso, os“reshaim” (perversos) são semelhantes às rosas das montanhas, que pouco duram porque secam sob a inclemência da natureza, esvoaçando depois como o vento faz o debulho.
A rosa requer bastante claridade, o que ela obtém nas planícies do Sharon. Os largos espaços são ideais para que sua fragrância se espalhe.
O gado de Davi pastava em Sharon, sob o comando de Sitrai, o saronita (1 Cr 27.29).
As características do Havatselet e sua aplicação
a sua cor era vermelho-vinho – A igreja entende o 
sacrifício de Jesus e reconhece que foi pelo sangue do Cordeiro que ela foi salva
suas flores eram perfumadas – O viajante podia sentir a fragrância de muito longe, ou seja, cada cristão deve ser o bom perfume de Cristo, o bom cheiro do Evangelho
tinha 6 pétalas – A igreja por mais abençoada que seja, sabe que é composta por homens. O número 6 na Bíblia é o numero do homem.
Conclusão: A “Rosa de Saron” é a figura da Igrejae não do Senhor Jesus!


sexta-feira, 25 de maio de 2012

terça-feira, 22 de maio de 2012

"NINGUEM CONSEGUE DERROTAR AQUELE QUE DEUS ESCOLHEU PARA VENCER"




quarta-feira, 16 de maio de 2012

" O TÚMULO VAZIO "


ELE NÃO ESTA AQUI, PORQUE RESSUSCITOU
" VERDADES SOBRE JESUS "JESUS É A LUZ DO MUNDO
“Então Jesus tornou a falar-lhes, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue, de modo algum andará em trevas, mas terá a luz da vida” (João 8.12).A Ciência categoricamente afirma que sem luz não haveria possibilidade de vida em nosso planeta, vida animal ou vegetal, e que, além do aspecto tenebroso, o mundo seria um caos.Da mesma forma que os seres vivos carecem de luz, o homem precisa da luz que é Jesus. O homem não pode subsistir espiritualmente sem essa luz.Cristo é a luz que não se apaga, que dá claridade perfeita, crescimento, e torna frutífera a vida daquele que o aceita como Salvador e Senhor.
JESUS É O PÃO DA VIDA
“Declarou-lhes Jesus: Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim, de modo algum terá fome, e quem crê em mim jamais terá sede” (João 6.35)Jesus disse que ele é o pão da vida. É perfeitamente compreensível o sentido figurado que ele empresta às suas palavras, identificando-se não com o pão cotidiano, perecível, mas com o pão espiritual, auto-suficiente para satisfazer eternamente a fome dos famintos espirituais, dos que têm procurado em vão a Verdade, sem tê-la encontrado.Muitos dos que seguiam Jesus, quando neste mundo ele peregrinava, estavam tão-somente interessados no pão material que ele lhes dava e nos milagres que ele realizava. O Mestre condenou a atitude condicional de seus seguidores, exortando-os a que buscassem o verdadeiro Pão Vivo que desceu do céu – ele mesmo. Só ele tem condições de satisfazer as necessidades materiais e espirituais da humanidade.
JESUS É A ÁGUA DA VIDA
“Replicou-lhes Jesus: todo o que beber desta água tornará a ter sede; mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede; pelo contrário, a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que jorre para a vida eterna” (João 4.13-14).Assim como o pão é elemento imprescindível à manutenção corporal, a água também o é. O corpo não tem condições de viver sem o uso desses elementos.Jesus usa mais uma vez de uma figura de linguagem para explicar verdades eternas. Assim como a água, ele tem poder para acabar com a sede da Verdade, lavar os pecados e purificar a vida de todo homem.
Aceite-o hoje, prezado amigo, em seu coração, arrependendo-se dos seus pecados, e comprove se tudo isso não é realidade!
Pr. Josemar de Souza Pinto

" LA ESPERANZA "

No abandones la esperanza… La esperanza te da fuerzas en todo momento para seguir adelante, Cuando sientas que ya nada te importa… Nunca dejes de creer en Dios, Mientras creas que puedes lograrlo porque se lo valiente que eres, eres mi guerrero invencible lleno de luz y amor… Tendrás un motivo para intentarlo siempre, No dejes que nadie retenga tu felicidad en sus manos, no te dejes arrebatar el amor verdadero… Sujétala en las tuyas es el que sale de tu corazón, para que siempre esté cerca de ti y recuerda nunca se ha ido de ti, siempre te sujeto de mi mano para ayudarte, porque te amo mucho es lo que me mueve, no tengo ningún otro interés en ti, más que el que el amor nos hace renacer, No esperes que lo que deseas venga a ti… Búscalo con toda tu alma, sabiendo que la vida te encontrará a mitad del camino, Nunca te olvides de reír, ni dejes que el orgullo te impida llorar… Cuando reímos y lloramos es cuando vivimos en plenitud, No sientas que has perdido cuando tus planes y sueños no alcanzan a cumplir tus anhelos, Cada vez que aprendes algo nuevo sobre ti o sobre la vida, has avanzado, no te detengas, No hagas nada que pueda disminuir el respeto que sientes por ti mismo, El estar satisfecho con uno mismo es esencial, para estar satisfecho con la vida, pero nunca te olvides de lo primordial “EL AMOR” verdadero el puro y transparente, el que no engaña, no miente, con amor Yan Yholea
 Descubrí que PARA OLVIDAR HAY QUE RECORDAR, Para olvidar la tristeza, recuerda todo aquello que te hace feliz… Para olvidar las heridas, debes traer a tu corazón lo que siempre te hizo sonreír... Para olvidar los resentimientos, trae a tu memoria todos los buenos momentos y no ocupes tu corazón con malos sentimientos, Para olvidar lo que has perdido, lleva a tu corazón lo que aún tienes contigo... Dicen que perdonar es olvidar, pero lo que en realidad tiene sentido, es recordar sin dolor, porque cuando piensas en lo que te duele, sin rencor, le das paso al amor que hay en tu corazón; cuando retomas tus miedos sin rendirte ante ellos, te atreves a vencerlos, cuando recuerdas los tropiezos y malos momentos como oportunidades de mejoramiento, no estás evadiendo, sino superando y venciendo... Para olvidar no hay que evadir, simplemente recordar, pensar y retomar, aquello que devuelve la ilusión, la fe y la esperanza y nos llena de fuerzas para seguir sin rendirnos jamás, Nunca olvides a las personas que te dan lo mejor de sí, nunca olvides los instantes de tu vida en los que te hiciste fuerte y algo aprendiste, nunca olvides los gestos y detalles ante los cuales debes estar siempre agradecido, nunca olvides que el amor es la fuerza y es lo mejor que tenemos los seres humanos, aunque a veces no nos sintamos dignos, D/A El regreso de Dios, el Cielo en la tierra Manos de Dios y sus amigos vienen del Nivel Galáctico, que es un nivel superior al humano pero inferior al de los seres superiores, Y los seres superiores están por debajo de los ángeles, Y los ángeles están por debajo de Dios, Y, al mismo tiempo, todos ellos juntos son Dios como Lo conocemos, es decir, El Creador de Todo, Así es porque todos estos seres están en comunión consciente con Dios; lo cual supone estar en niveles superiores al humano, bien esos humanos estén en cuerpo o en Espíritu, Puesto que, a diferencia de los humanos, estos seres están en comunión consciente al mismo tiempo con Dios, son en efecto parte del cuerpo de Dios Y la gente que quiere el regreso de Dios querrá que El Cofre nos sea devuelto; ya no querrán de su arrogancia y presuntuosidad, La luz blanca de El Cofre es luz blanca en nuestras mentes, pero en las mentes de los hombres se distorsiona en muchos colores que se retuercen entre ellos o se invierten en multitud de deseos y posibilidades, que atraparán a la gente hasta que pidan el regreso de Dios y reclamen que se les devuelva la libertad, Extracto del libro God's Hands de David Cammegh, Publicado por Roberto AC

quinta-feira, 19 de abril de 2012



" PODE UMA MÃE ESQUERCER-SE DE SEU FILHO DE PEITO, DE MANEIRA QUE NÃO SE COMPADEÇA DO FILHO DE SEU VENTRE? AINDA QUE ESTA SE ESQUECESSE, ... EU ...TODAVIA, NÃO ME ESQUECEREI DE TI "


" EIS QUE NA PALMA DAS MINHAS MÃO EU TI GRAVEI "

quinta-feira, 12 de abril de 2012


" CREDE NO SENHOR VOSSO DEUS, E ESTAREIS SEGUROS; CREDES NOS SEUS PROFETAS, E SEREIS BEM SUCEDIDOS "

quarta-feira, 11 de abril de 2012

terça-feira, 10 de abril de 2012

" VALORES PRESERVADOS "



Um famoso palestrante começou um seminário numa sala com 200 pessoas, segurando uma nota de R$ 100,00. Ele perguntou: “Quem de vocês quer esta nota de R$ 100,00?” Todos ergueram a mão...
Então ele disse: “Darei esta nota a um de vocês esta noite, mas primeiro, deixem-me fazer isto...” Então, ele amassou totalmente a nota. E perguntou outra vez: “Quem ainda quer esta nota?” As mãos continuavam erguidas.
E continuou: “E se eu fizer isso...” Deixou a nota cair no chão, começou a pisá-la e esfregá-la. Depois, pegou a nota, agora já imunda e amassada e perguntou: “E agora?” “Quem ainda vai querer esta nota de R$ 100,00?” Todas as mãos voltaram a se erguer. O palestrante voltou-se para a platéia e disse que lhes explicaria o seguinte: “Não importa o que eu faça com o dinheiro, vocês continuaram a querer esta nota, porque ela não perde o valor. Esta situação também acontece conosco. Muitas vezes, em nossas vidas, somos amassados, pisoteados e ficamos nos sentindo sem importância. Mas não importa, jamais perderemos o nosso valor. Sujos ou limpos, amassados ou inteiros, magros ou gordos, altos ou baixos, nada disso importa! Nada disso altera a importância que temos. O preço de nossas vidas, não é pelo que aparentamos ser, mas pelo que fizemos e sabemos.”
Agora, reflita bem e procure em sua memória:
Nomeie as 5 pessoas mais ricas do mundo.
Nomeie as 5 últimas vencedoras do concurso de Miss Universo.
Nomeie 10 vencedores do prêmio Nobel.
Nomeie os 5 últimos vencedores do prêmio Oscar, como melhores atores ou atrizes.
Como vai? Mal, né? Difícil de lembrar? Não se preocupe. Ninguém de nós se lembra dos melhores de ontem.
Os aplausos vão-se embora. Os troféus ficam cheios de pó. Os vencedores são esquecidos.
Agora faça o seguinte:
Nomeie 3 professores que te ajudaram na tua verdadeira formação.
Nomeie 3 amigos que já te ajudaram nos momentos difíceis.
Pense em algumas pessoas que te fizeram sentir alguém especial.
Nomeie 5 pessoas com quem transcorres o teu tempo.
Como vai? Melhor, não é verdade?
As pessoas que marcam a nossa vida não são as que têm as melhores credenciais, com mais dinheiro, ou os melhores prêmios.
São aquelas que se preocupam conosco, que cuidam de nós, aquelas que, de algum modo, estão ao nosso lado.
Reflita um momento. A vida é muito curta. Você, em que lista está?

domingo, 1 de abril de 2012



" JONAS E O PEIXE "

O Profeta Jonas foi designado por Deus para ir até a cidade de Nínive pregar a lei de Deus e a salvação através da obediência a ela, mas Jonas se amedrontou e fugiu para outra cidade embarcando em um navio que o conduziu para uma experiência nada agradável.


Muitas vezes nós fugimos da vontade de Deus e do que Ele tem para as nossas vidas e quando Ele nos manda irmos para um determinado lugar sempre achamos desculpas para nos desviarmos da vontade soberana de Deus, ou para alguns, vontade permissiva. O que ocorre é que não sabemos o quanto podemos sofrer e quanto pode ser doído ir contra à vontade do altíssimo sendo que Ele preza o melhor para todos nós.


Jonas acreditava que o povo de Nínive não iria lhe dar crédito então fugiu de navio, foi quando ele nem mesmo esperava, sobreveio uma grande tempestade e o navio já se ia a cabo então Jonas entendeu que o problema era com ele mesmo então resolveram lançar ele no mar para que a tempestade se acalmasse. Dito e feito! Quanto Jonas foi lançado no mar a tempestade foi amenizada e então Jonas começou sua mais bizarra experiência de vida. Um grande peixe tomou Jonas e o engoliu levando ele até as profundezas da terra durante três dias e três noites. Até hoje não sabemos explicar como isso ocorreu dentro do animal, visto que ele precisava de alimento e oxigênio para viver, mas Deus providenciou todo o sistema para que Jonas permanecesse vivo.
Dentro do grande peixe, não sabemos se era uma baleia, talvez uma cachalote, uma jubarte ou até mesmo uma baleia azul, mas o que aprendemos na história de Jonas é que ele pagou muito caro por não obedecer a Deus e acabou sofrendo agonias na escuridão lá no seio da terra nas profundezas do oceano a mais de 5 kilômetros de profundidade. Do interior do grande peixe Jonas clamou com toda sua alma pedindo misericórida a Deus pelo seu erro então Jonas subitamente foi lançado pelo grande peixe na praia de Nínive então entendeu que deveria cumprir o que Deus lhe propora e então a cidade foi liberta da profanação a Deus e Jonas foi vitorioso tendo pra si a misericórdia de Deus.


O que aprendemos com tudo isso é que, mesmo que Deus seja misericordioso o suficiente para nos abençoar após nós nos arrependermos, não vale a pena desobedecê-Lo, pois Ele tem o controle de toda a nossa vida em todas as áreas. Confiemos então todos os ensinos e ordenaças de nosso Senhor Jesus Cristo que estaremos sem dúvida obedecendo ao Deus Pai Todo Poderoso.


" EIS O SINAL"

" TRÊS DIAS E TRÊS NOITES "

sábado, 31 de março de 2012


" SE NÃO FOSSE O FAROL "


Os faroleiros têm de ser pessoas resistentes. Pode ser cansativo e solitário estar postado onde eles estão. O trabalho, geralmente, é mais pesado quando e onde as condições são piores. Um farol pode ser mais confortável quando está mais afastado da costa. Mas os que estão localizados em lugares de maior risco - onde venta - têm maior chance de salvar vidas. 
O brilho de um farol não é para iluminar o seu interior. É para penetrar a escuridão e as tempestades. O som emitido por um farol não é para o entretenimento do faroleiro. É para vencer a neblina espessa demais para a penetração da luz; é para alertar e guiar as pessoas perdidas.

Quando vejo um farol no ponto mais extremo da segurança, penso em nosso chamado a sermos luz ao mundo. Como faróis que guiam os navios a portos seguros, nós tornamos visível a esperança do Senhor. Dirigimos nossa luz para a escuridão e nossas vozes através da neblina da vida. "Veja! Ouça! Venha! Cristo está onde o caos termina." Brilhemos com coragem para que as vidas que ainda estão sendo sacudidas pela tempestade possam encontrar seu caminho para o porto seguro que Cristo oferece.


""" GUIA-ME MANSAMENTE A ÁGUAS TRANQUILAS """




" EM BUSCA DE UM PORTO SEGURO "




sexta-feira, 30 de março de 2012

" UM SONHO REAL "

Você pode estar se perguntando: "Mas, como saber qual é o sonho de Deus para mim? Como saber qual é a vontade de Deus para a minha vida? Como saber se os meus sonhos são de Deus ou são só meus?" Talvez você esteja agora totalmente frustrado, ferido, sem sonhos. Mas eu quero convidar você a receber de Deus a cura e a restauração dos sonhos do seu coração. Ele é poderoso para ressuscitar os sonhos que morreram na sua vida.

Antes de você nascer, Deus sonhou com a sua vida; ele mesmo lhe formou com um propósito e uma missão (Salmo 139.13-18). A Bíblia afirma, em Filipenses 2.13 que o querer, o sonhar, vem de Deus e é ele mesmo quem realiza, quem concretiza estes sonhos. Desde a sua infância, mesmo antes de você conhecer Jesus, Deus estava semeando os sonhos dele para sua vida. Ele os estava plantando dentro do seu coração. E ao longo dos anos, na medida em que você foi crescendo, estes sonhos também foram crescendo.
Você brincava de boneca ou de carrinho, e sonhava em se casar, ter filhos. Eu mesma, desde criança, brincava de desenhar o meu vestido de noiva. Talvez você goste de computadores, de vídeo games, e desde cedo sonha em trabalhar com isso. Ou, quem sabe, você admira o seu pastor e pensa:
"Quando crescer eu vou ser um pastor assim." Talvez assistia a programas na TV que mostravam imagens de outros países, de pessoas de diferentes, culturas, e isso lhe atrai. São sementes dos sonhos de Deus em seu coração. Se você tem um compromisso com Deus, ele vai compartilhar muito mais sonhos para você.
Infelizmente, porém, a Bíblia diz que o diabo veio para matar, roubar e destruir. Ele é inimigo de Deus, e assim, inimigo dos sonhos de Deus. Portanto, ele é nosso inimigo e adversário dos sonhos de Deus para nós. A Bíblia também diz que a nossa luta não é contra carne ou sangue, mas contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes. Mas como é que ele age para matar, para assassinar os nossos sonhos? Será que ele aparece "de chifre" para nos assustar e frustrar nossas esperanças?
Certamente não. Ele usa a boca das pessoas que estão perto de nós. Ele usa olhares. Ele usa as pessoas que mais amamos e admiramos para nos ferir e desencorajar. Meu pai sempre me disse que as pessoas que mais nos ferem são aquelas que mais amamos, porque elas estão perto de nós. Se alguém que eu nem conheço direito fala algo contra mim, não me importo. Mas se alguém da minha casa ou do meu ministério fala contra mim, isso dói, isso desencoraja.
Jesus também passou por isso. Ele veio ao mundo com uma missão. Ele tinha um grande sonho, que era reconciliar o ser humano com o Pai. Ele veio para morrer na cruz em nosso lugar e ressuscitar, vencendo tudo por nós. Ele sabia que ia para Jerusalém para ser crucificado. Em Marcos 8.31-33 vemos Pedro chamando Jesus à parte para tentar convencê-lo de não ir a Jerusalém.
E a resposta de Jesus ao seu discípulo foi: "Arreda, satanás, porque não cogitas das coisas de Deus, e sim das dos homens!" Quando entendemos que é o diabo quem usa a boca das pessoas para nos ferir e matar nossos sonhos, fica mais fácil perdoar essas pessoas. Você precisa perdoar as pessoas que foram instrumento de Satanás para te ferir e frustrar.

"PROSSIGO PARA O ALVO"

Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.

quarta-feira, 28 de março de 2012




""" O CORDÃO DE TRÊS DOBRAS """
Não se pode quebrar (Ec 4.9-12)
• Salomão autor de Eclesiastes, um dos reis mais bem sucedidos de toda a história, vivia os seus últimos anos de vida. Depois de se deixar levar pela vaidade da mocidade possuindo “setecentas mulheres, e trezentas concubinas” e que estas “lhe perverteram o coração” (1Re 11.3), a sua larga experiência e maturidade faz com que ele ministre a todas as gerações os benefícios de uma vida centralizada em Deus (Ec 12.13-14).
• No livro ele refuta os conceitos naturalista, demonstrando cientificamente e filosoficamente, a futilidade da vida sem Deus e a alegria e satisfação de vivermos uma vida sob uma intervenção divina e soberana. Dentro deste contexto, a partir do primeiro versículo do cap. 4, ele analisa a vida do homem.
a. Ele via a opressão dos fortes sobre os fracos e oprimidos, causando violência e lagrimas (V 1).
b. Ele percebeu que a situação dos mortos e daqueles que ainda não nasceram, eram melhor que a dos vivos, pois não viam as maldades da terra (2);
c. Ele também viu o homem trabalhar, não por sustento e sim porque era invejoso e vaidoso. O homem corria atrás do vento (4);
d. No outro extremo, estavam aqueles que cruzavam os braços e diziam “trabalhar pra que”, isso é correr atrás do vento;
e. Considerou também sobre aquele que vive só. Sem amigos, filhos nem irmã, família. Porém trabalha como louco sem ter ninguém para compartilhar das suas dores, cansaço, riquezas.
Homens quebrados, vidas quebradas, famílias quebradas. Salomão chega a conclusão, no final do texto que lemos que somente o cordão de três dobras não se pode quebrar.
1. Quais são as dobras do cordão?
a. O HOMEM: Criado por Deus. Vivia no paraíso só. E viu Deus que isso não era bom.
• O homem não consegue viver só. É instinto natural do homem viver agregado. No Jardim do Edem apesar de ter muitos animais de estimação adão vivia só. Ele não era completo. Todos os animais tinham seus pares, porém Adão não tinha quem correspondesse com ele. Por isso aquele que vive só não é feliz. É necessário que haja alguém para amar e compartilhar suas alegrias e tristezas.
b. A MULHER: Criada para ser companheira, completar e ajudar o homem.
• Então Deus, lá no principio da criação realizou o primeiro casamento dizendo: “deixa o homem seu pai e sua mãe para se unir à sua mulher, tornando-se os dois uma só pessoa” (Gn 2.24).
c. O SENHOR: Aquele que sustenta, dirige e fortalece o casal.
• Um lar onde Jesus é o Senhor não se arrebenta, não é destruído, não existe separação de corpos, não existe divórcio. Jesus é o elo maior, é a dobra maior que segura os relacionamentos mais difíceis e complicados. Ele é o melhor amigo e companheiro. Tenha-O sempre em sua companhia. Se Ele não estiver na viagem, vocês perderão o rumo, e não suportarão a caminhada. Ele diz: Não temas que Eu sou contigo. Eu te ajudo e te sustento com a minha destra fiel.
O casamento é um motivo de grande alegria para noivos, para as famílias dos noivos para os amigos, para a igreja e para Deus.
2. Porque o Cordão de Três dobras não se quebra?
a. Por que o ganho é maior. “Melhor é serem dois do que um, porque duas pessoas trabalhando juntas ganham muito mais pelo seu trabalho”.
b. Porque, se um cai, o outro ajuda a se levantar. Mas, se alguém estiver sozinho quando cai, fica em situação difícil porque não tem quem o ajude a se levantar.
c. Também, se dois dormirem juntos, se aquentarão; mas um só como se aquentará?
d. Por que se alguém quiser prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; o cordão de três dobras não se rebenta com facilidade. (Ec 4.11-12).
No trabalho. Na queda. No frio. Na luta diária. Dois são mais fortes do que um, quando as lutas vierem, quando os filhos adoecerem, quando o desemprego bater na porta. Dois são melhor, pois um fortalece o outro.

Pr Saulo César - ICE Campo Grande - MS
Saulo@icecampogrande.com.br

terça-feira, 27 de março de 2012

""" A GRANDE REFORMA """


A Manassés se credita o mais longo reinado da história de Judá (2 Rs 21.1-17; 2 Cr 33.1-20); incluindo a década da co-regência com Ezequias, foi rei por um dilatado período de cinqüenta e cinco anos (696-642 a.C.). mas o governo foi a antítese do de seu pai. Desde o pináculo do fervor religioso, o Reino do Sul foi lançado a mais negra idolatria que se conheceu sob o mando de Manassés. Em caráter e na prática, se parecia com seu avô, Acaz, ainda que este último tivesse morrido antes do nascimento de Manassés. Muito provavelmente, Manassés não começasse a revirar a política de seu pai até depois de sua morte.
Voltando a construir os "lugares altos", erigindo altares a Baal e construindo aserins, Manassés assumiu a imposição de uma tremenda idolatria, tal e como Acabe e Jezabel tinham praticado no Reino do Norte. Mediante ritos religiosos e cerimônias, se instituiu o culto às estrelas e aos planetas. Inclusive a deidade amonita Moloque foi reconhecida pelo rei hebraico, no sacrifício de crianças no vale de Hinom, nos arredores de Jerusalém. Os sacrifícios humanos eram um dos mais abomináveis rituais da prática do paganismo cananeu, e foi associado pelo salmista com o culto ao demônio (Salmo 106.36-37). A astrologia, a adivinhação e o ocultismo foram oficialmente sancionados como práticas comuns. Em aberto desafio ao verdadeiro Deus, os altares para o culto das hostes celestiais foram colocados nos átrios do templo, com imagens entalhadas de Asera, a esposa de Baal, e também introduzidas no templo. Além disso, Manassés derramou muito sangue inocente. Parece razoável inferir que muitas das vozes de protesto diante de semelhante monstruosa idolatria fossem afogadas em sangue (2 Rs 21.16). Já que a última menção do grande profeta Isaias está associada com Ezequias no relato bíblico, é correto supor que seja verdade o martírio de Isaias pelo malvado rei Manassés. A moral e as condições religiosas em Judá foram piores que as daquelas nações que tinham sido exterminadas ou expulsadas de Canaã. Manassés, deste modo, representa o ponto mais baixo da perversidade na longa lista dos reis da dinastia de Davi. Os juízos preditos por Isaias eram coisa segura para chegar.
Os relatos históricos não indicam a extensão do que Manassés pôde ter sido influenciado pela Assíria em sua conduta e política idólatra. Assíria alcançou o pináculo da riqueza e prestígio sob Esar-Hadom e Assurbanipal. Sem discussão, Manassés obteve o favor político da Assíria mediante a vassalagem, enquanto Esar-Hadom (681-669 a.C.) estendeu seu controle até o Egito. Em contraste com Senaqueribe, Esar-Hadom adotou uma política conciliatória e reconstruiu Babilônia. No 678 subjugou Tiro, embora o populacho escapou às fortalezas próximas das ilhas. Mênfis foi ocupada no 673 e poucos anos mais tarde Tiraca, o último rei da XXV Dinastia, foi capturado. Em sua lista de vinte e dois reis desde a nação hetéia, Esar-Hadom menciona a Manassés, rei de Judá, entre aqueles que fizeram uma obrigada visita a Nínive no 678 a.C. embora a Babilônia tinha sido reconstruída por aquela época, nem resulta para nada seguro que fosse tomada por Esar-Hadom [1]. Com a destruição de Tebas no 663 a.C., Assurbanipal estendeu o poder assírio a 805 km ao longo do Nilo, até o Alto Egito. Uma sangrenta guerra civil estremeceu todo o império assírio (652) na rebelião de Samasumukim. Com o tempo, a insurreição chegou a seu clímax com a conquista da Babilônia no 648, e outras rebeliões tinham explodido na Síria e na Palestina. Judá pôde ter participado, unindo-se a Edom e Moabe, que estão mencionadas nas inscrições assírias [2]. A autonomia de Moabe terminou naquele tempo e o rei de Judá, Manassés, foi feito prisioneiro e levado para a Babilônia, e depois libertado (2 Cr 33.10-13).
Apesar de não termos uma definitiva informação cronológica para datar o tempo exato do cativeiro de Manassés e sua libertação, o relato bíblico está a favor da última década de seu reinado. Se tiver sido capturado no 648 e inclusive devolvido a Jerusalém como rei vassalo no mesmo ano, teve relativamente pouco tempo para desfazer as práticas religiosas que tinha sustentado e favorecido durante tantos anos. contudo, se arrependeu no cativeiro e então reconheceu a Deus. numa reforma que começou em Jerusalém, deu exemplo do temor de Deus e ordenou ao povo de Judá servir ao Senhor Deus de Israel. Resulta duvidoso que esta reforma fosse efetiva, dado que aqueles que tinham servido sob Ezequias e rendido o verdadeiro culto, tinham sido anteriormente expulsados ou executados.


segunda-feira, 26 de março de 2012

terça-feira, 20 de março de 2012









""" REI ASA """ 1 Reis 15:9-24 e 2 Crônicas 14 a 16
Podemos dar agora um suspiro de alívio. Apesar da infidelidade de Salomão, Roboão e Abias, o SENHOR, por amor de Davi, lhe deu uma "lâmpada" em Jerusalém, levantando Asa, filho de Abias, e dando estabilidade a Jerusalém. Asa foi rei de Judá por quarenta e um anos, e a Bíblia nos diz que "fez o que era reto perante o SENHOR, como Davi, seu pai."

Aparentemente sua avô Maaca, descendente de Absalão, tinha tido muita influência sobre Roboão e Abias, mas Asa não se deixou influenciar por ela, ao contrário, por causa da sua idolatria ele a afastou da posição influente de rainha-mãe que ainda ocupava.

Asa foi fiel ao SENHOR Deus de Israel, e procedeu a fazer uma limpeza do território sob seu controle: tirou da terra os prostitutos-cultuais e removeu todos os ídolos que seus pais fizeram, bem como destruiu o poste-ídolo e queimou uma abominável imagem que Maaca construíra.

Os altos, porém, não foram tirados: segundo consta, sacrifícios continuavam a ser oferecidos ao SENHOR em "lugares altos" durante os tempos dos reis de Israel (1 Samuel 9:12), que não condiziam com os estatutos da lei de Moisés.

O uso de um lugar no pico da elevação mais destacada em um território para a construção de um altar parece ser uma prática antiquíssima e universal. A prática em si não era má (Gênesis 12:7,8; 22:2-4; 31:54; Juízes 6:25,26; 13:16-23), e era aceita enquanto não fosse construída uma casa para o nome do SENHOR(1 Reis 3:2).

Depois de instituído o templo em Jerusalém, porém, entrou em vigor a proibição existente na lei para a adoração em outros lugares (Deuteronômio 12:10-14; 2 Crônicas 7:12), e os lugares altos a partir de então se identificavam com as práticas idólatras.

Mas a tradição era tão forte que, mesmo depois de consagrado o templo, os lugares altos continuaram a ser usados, inclusive para sacrifícios ao SENHOR. O rei Asa permitiu que essa tradição continuasse, mas nunca se envolveu com idolatria.

Durante o reino de Roboão, o rei do Egito havia se apossado de todos os tesouros que Salomão havia acumulado no templo e no palácio real. Agora Asa reuniu as coisas de prata, ouro e objetos de utilidade que haviam sido consagradas por seu pai e as coisas que ele mesmo consagrara, e as levou para o templo.

Por causa da sua fidelidade, o SENHOR deu paz e prosperidade ao reinado de Asa durante os primeiros dez anos. Ele prudentemente os aproveitou para fortificar as suas cidades, e preparar o seu exército.

No décimo ano houve uma guerra contra Zerá, o etíope, que veio contra eles com um exército muito mais poderoso. Mas Asa confiou no SENHOR e com isso ganhou uma extraordinária vitória, destruindo todo o exército inimigo e voltando com grande despojo.

O Espírito de Deus falou a Asa através de Azarias, filho do sumo sacerdote Odede, declarando que o SENHOR sempre estaria com Asa e as tribos de Judá e Benjamim, desde que estivessem também com Ele. Essa tinha sido a experiência do povo de Israel. Se fossem fortes e perseverantes, seriam também recompensados (1 Cor.15:58).

Animado com isto, Asa prosseguiu com a limpeza, eliminando toda a idolatria na terra de Judá e de Benjamim, e cidades que havia tomado nos arredores em Efraim; e renovou o altar do SENHOR, diante do templo.

No décimo quinto ano do seu reinado ele congregou em Jerusalém todos os seus súditos, que agora incluíam também muitos fiéis ao SENHOR que haviam por isso imigrado do reino no norte. Depois de oferecerem ao SENHOR um sacrifício considerável, entraram em aliança de buscarem ao SENHOR, Deus de seus pais, de todo o coração e de toda a alma; também concordaram que todo aquele que não buscasse ao SENHOR, Deus de Israel, morresse, homem, mulher ou criança. Houve grande júbilo por causa disso, com clarins, e com trombetas, e SENHOR lhes deu paz por toda parte.

No trigésimo quinto ano do seu reinado surgiu uma forte ameaça por parte de Baasa, o rei de Israel, que edificou a Ramá, para impedir o trânsito entre os dois reinos.

Temeroso, Asa subornou Ben-Hadade, rei da Síria, com objetos de ouro e prata tirados do templo e da sua casa, para que ele atacasse o norte de Israel. Baasa correu com os seus homens para o norte para defender seu território e Asa aproveitou-se disto para demolir Ramá e aproveitar o material para construir duas cidades fortes para si.

Por causa da sua falta de fé nesta ocasião, tendo recorrido a um exército inimigo para livrá-lo, o SENHOR mandou um vidente, Hanani, dizer-lhe que não teria mais paz.

Asa enfureceu-se com o vidente por causa das suas palavras, e lançou-o no cárcere, no tronco, bem como oprimiu alguns do povo.

No trigésimo nono ano do seu reinado, Asa teve uma doença grave nos pés, mas recorreu aos médicos ao invés do SENHOR. Morreu dois anos depois. Triste fim de um reinado abençoado.